javascript hit counter

Bruxismo: saiba mais sobre essa doença

0

O bruxismo é, basicamente, um problema funcional que se apresenta pela constante tensão ou ranger dos dentes no período noturno e pode acometer pessoas de todas as idades. 

Na prática, esse é um distúrbio que acontece a partir dos músculos da mastigação que se mostram mais tensos, aumentando o impacto entre a arcada inferior e a superior. Inclusive, esse ato inconsciente pode causar diversos problemas bucais, como:

  • Lesões orofaciais;
  • Desgastes dentários;
  • Lesões periodontais; 
  • Distúrbios da articulação temporomandibular;
  • Dor muscular.

Vale ressaltar que, no caso de pequenas interferências, como o desgaste dentário, a ortodontia estética oferece a utilização da lente de contato dental após o devido controle do quadro.

Isso porque esse tipo de procedimento consegue melhorar a estrutura dentária, preenchendo os espaços dos dentes e deixando-os alinhados, além de recuperar a coloração e cobrir quebras e fissuras que podem ocorrer pelo tensionamento da arcada dentária. 

Conheça também:

Já no caso do ranger constante e mais intenso dos dentes, é possível que a estrutura da dentição seja comprometida parcial ou integralmente. 

Com isso, o recomendado é ir até um consultório odontológico para colocar o implante dentário

Afinal, além do impacto estético e funcional, espaços vazios na arcada dentária são ideais para o agrupamento de bactérias se não for devidamente higienizado, podendo ocasionar doenças bucais mais facilmente.

Com relação ao bruxismo, existem duas formas de manifestação desse distúrbio: a diurna e a noturna.

O primeiro quadro acontece quando o paciente está acordado, sendo chamado de briquismo. A principal característica é a mesma, o apertamento dos dentes, podendo estar relacionado com fatores da saúde emocional. 

Já o segundo acontece à noite, normalmente durante o sono, sendo o quadro mais característico e pode ocasionar diversos problemas na saúde bucal e geral.

Isso porque o bruxismo e o briquismo podem causar dor de cabeça, dores musculares e no maxilar. 

Assim, ao sentir algum desses sintomas, é preciso procurar um médico ou dentista para a devida avaliação. 

Além disso, sintomas como cansaço e desconforto durante a mastigação também podem aparecer quando se sofre de um desses distúrbios, também servindo como sinais de alerta para a busca do acompanhamento profissional.

Pelo fato de também estar relacionada à saúde emocional, a avaliação médica e tratamento psicológico também podem ser necessários, porém a odontologia é fundamental para correção/controle do quadro, também por conta dos impactos na estrutura bucal.

Deste modo, é importante ressaltar que pode ser necessário um acompanhamento multiprofissional, conciliando as medidas de cada área para uma melhor qualidade de vida – como psicólogos, neurologistas e odontologistas. 

Para isso, um convênio pode ser bastante benéfico, ao facilitar o acompanhamento integrado e a regularidade das consultas.

Dentre os fatores psicológicos que podem ocasionar o bruxismo, destaca-se a ansiedade e o estresse, o que pode facilitar na constante contração dos músculos da face. 

Portanto, a psicologia também pode estar envolvida nos possíveis tipos de tratamento, que, inclusive, serão abordados no decorrer do próximo tópico. 

Tratamento

O bruxismo não tem cura, mas existem alguns tratamentos disponíveis para que o problema seja amenizado e controlado. 

Para tratar o distúrbio é preciso identificar os sintomas, o que pode ser feito em uma visita a um profissional ou pelo próprio paciente.

Na avaliação, o especialista pode, junto ao paciente, tentar localizar a origem do problema e, com isso, decidir o tipo de tratamento mais adequado. 

De modo geral, o uso de placas noturnas para reduzir o contato entre os dentes é o método mais indicado.

Além disso, a aplicação da toxina botulínica pode ser recomendada pelos profissionais, devido ao relaxamento proporcionado nos músculos. 

Ambos os tratamentos amortecem/reduzem o impacto do apertamento ou ranger dos dentes, possibilitando uma melhora no quadro e mais saúde bucal, protegendo os dentes.

A placa para bruxismo, por exemplo, protege os dentes dos movimentos involuntários do maxilar e o ranger da dentição.

Ela consiste em um dispositivo móvel, ou seja, que pode ser retirado quando necessário, sendo recomendado o uso durante a manifestação do bruxismo.

Sua estrutura se ajusta adequadamente sobre a superfície da arcada dentária, visto que é feita sob medida para o paciente. Basicamente, seu material consiste na resina acrílica, o que a torna resistente. 

Já a toxina botulínica atua inibindo a hiperatividade, reduzindo a contração muscular. Ou seja, ela ameniza o impacto causado ao reduzir as ações neurotransmissores na musculatura, responsável pela propagação da contração. 

Pode usar aparelho quando se tem bruxismo?

Quando o paciente tem bruxismo, mas não sente dor, ou seja, quando já é um caso menos grave ou em um estágio alto de tratamento, é possível ter um procedimento ortodôntico, com aparelho dental invisivel ou o tradicional, que será utilizado em conjunto com a placa de contenção. 

O bruxismo pode estreitar a distância entre os dentes ou mesmo alterar a posição da dentição por conta da pressão constante na estrutura, principalmente quando ocorre em fases da formação da arcada e da face.

Com isso, a ortodontia deve agir nos moldes explicados anteriormente, podendo ser instalada o aparelho invisivel em conjunto com a placa de contenção.

Do mesmo modo, no caso de estruturas móveis, os tratamentos podem ser conciliados e a contenção também pode ser formulada de modo a contribuir com a melhora do alinhamento dentário.

Além disso, não é incomum que o próprio posicionamento dentário impacte no bruxismo, aumentando o impacto entre os dentes. 

Desse modo, o uso de aparelhos também pode ser bastante benéfico para o controle da doença, corrigindo a mordida do paciente e o contato entre a dentição,

Assim, com o acompanhamento correto com profissionais diversos, é possível controlar o bruxismo e seus impactos no corpo, desde que o uso dos tratamentos também seja mantido de forma regular.

Com isso, os pacientes terão mais qualidade de vida e preservarão a estrutura dental, podendo recorrer a tratamentos estéticos, como o clareamento dental, para complemento do tratamento e melhora da autoestima, proporcionando um sorriso ainda mais belo e saudável.


Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Mostre seu Sentimento!
+1
168
+1
267
+1
99
+1
48
+1
69
+1
0
+1
0

Comente nossa postagem

Seu endereço de email não será publicado.